Terça-feira, 4 de Março de 2008

O que temos feito nas últimas aulas

             Durante as últimas três segundas-feiras temo-nos dirigido à Câmara Municipal, onde nos reunimos com a interlocutora da câmara, a Dra. Helena Martinho, para esclarecermos algumas dúvidas que tínhamos e para pedir informações, as quais não nos tinham sido fornecidas antes.

              Durante as três "visitas" fomos a divisões diferentes, como a da protecção civil e a do gabinvest.

tags:
publicado por Ninfas do Tejo às 18:01
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Abrantes Fórum - Centro Comercial Ar Livre de Abrantes

     

O Centro Comercial Ar Livre de Abrantes (CCAL) também designado por Abrantes Fórum é uma iniciativa produzida pela Câmara Municipal, que tem por objectivo o desenvolvimento, qualificação e gestão do Centro Histórico de Abrantes.

      Segundo Maria do Céu Albuquerque, vice presidente da Associação CCAL, o Abrantes Fórum "Resulta da parceria de interesses de dois actores centrais - a Câmara Minicipal de Abrantes e a Associação Comercial e Serviços -, tendo por objectivo um conjunto de iniciativas programáticas destinadas a dinamizar e revitalizar a vida pública e social na zona, incrementar a participação e a cidadania activa, estimular e qualificar a actividade económica e a sua retabildade, promover a modernização e requalificação urbana e potenciar uma ocupação residencial, comercial e cultural inovadoras do centro tradicional de Abrantes, contrariando, assim, uma certa tendência para a deslocação do comércio e serviços e a desertificação populacional registadas nos últimos anos e criando novas condições e factores de atractividade, interesse e mobilização das pessoas para o tradicional centro da cidade."

        

tags:
publicado por Ninfas do Tejo às 16:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008

Construção da Barragem de Almourol: quais as consequências?

          A intenção de construir uma barragem no Rio Tejo está prevista no Plano Nacional de Barragens, cujo programa foi apresentado no dia 7 de Dezembro, em Lisboa, pelos Ministros da Economia e Ambiente. A barragem seria construída a montante de Constância, o que iria afectar as algumas regiões, como a de Abrantes e de Constância.

       Se o Programa Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroeléctrico for concretizado nos moldes actuais, submergem as infra-estruturas, de restauração e desportos náuticos , construídas no âmbito do programa Aquapolis e financiado pelo III Quadro Comunitário de Apoio, cujo núcleo dinamizador é o açude, inaugurado em Junho pelo primeiro ministro.

       A Câmara, que até aqui manteve uma posição muito reservada, mesmo depois de o vice-presidente Pina da Costa ter aZonas afectadas com a construção da barragemdmitido que o concelho sairia a ganhar com o projecto, reagiu, assumindo uma posição negativa. O Executivo Municipal deliberou contra a barragem, face aos impactos negativos em áreas urbanas e terrenos agrícolas, mas sobretudo devido às expectativas criadas em torno do açude, ao nível da economia e do turismo. A autarquia pede, assim, ao Governo que garanta qualidade de vida das populações afectadas e que salvaguarde os objectivos do Aquapolis .

        A população, a câmara e a assembleia municipal, por sua vez, já se pronunciaram publicamente contra "este modelo" de barragem que, a ser edificada à cota anunciada 31 metros, afectará dois mil hectares de terrenos agrícolas férteis e submergirá habitações, além de estradas nacionais e municipais.

publicado por Ninfas do Tejo às 11:56
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

Avaliação de Área de Projecto - 1º Período

 Tal como foi solicitado pela comissão organizadora do Concurso Cidades Criativas, aqui apresentamos os resultados da avaliação da disciplina de Área de Projecto do 1º período.

As notas dos cinco elementos do grupo ESSA_ Abrantes são:

Ana Lopes - 17 Valores

 

Carla Pires - 17 Valores

 

Filipa Gomes - 17 Valores

 

Lucília Silva - 17 Valores

 

Sílvia Dias - 17 Valores

NOTA: Foi estabelecido, pelos professores da disciplina Área de Projecto, que o valor máximo que se podia atribuir era 17 valores.

publicado por Ninfas do Tejo às 22:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

Pessoas importantes da ou para a cidade:João Charters de Almeida

Nasceu em Lisboa a 12 de Julho de 1935. Formou-se em escultura em 1962, na Escola Superior de Belas Artes do Porto, com 20 valores, onde foi professor assistente.
A partir de 1972, dedicou-se exclusivamente à profissão de escultor. Entre 1961 e 1970, ganhou 11 prémios em concursos públicos, nacionais e internacionais. A sua obra afirma-se tanto no panorama nacional como internacional e está representado em museus, fundações e colecções particulares em Portugal e outros países europeus, Estados Unidos, Canadá e Japão. Também está representado em espaços públicos: Portugal, Bélgica, Estados Unidos e China.
É descendente da Casa dos Almeidas. Como expressão dessa sua ligação genealógica, mas sobretudo afectiva, a Abrantes, doou recentemente ao Município uma parte significativa da sua colecção (maquetas, desenhos, textos), resultado de meio século de actividade artística, tendo em conta não só o seu valor artístico e material, bem como a vertente museológica.
Brevemente, o escultor deixará uma marca do seu trabalho em Abrantes. Será erguida uma peça exterior, de grandes dimensões, subordinada ao Tema “Cidade Imaginária: Portas e Passagens” que ficará localizada na zona do Aquapolis.

publicado por Ninfas do Tejo às 21:30
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Pessoas importantes da ou para a cidade: Duarte Caltel - Branco

Nasceu em Macau a 25 de Julho de 1928. Diplomou-se pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, em 1960. Fez o Concurso para obtenção de diploma de arquitecto, com o projecto do “Grémio da Lavoura” (edifício localizado em Abrantes), com a classificação de 20 valores. Estudou em Itália e em Paris onde desenvolveu estudos de urbanismo.
Enquanto docente, leccionou no Porto e em Coimbra e foi professor catedrático da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Na qualidade de  pró - reitor foi, em 1992, um dos responsáveis pela instalação do Pólo da Universidade Internacional, em Abrantes. Actualmente é professor catedrático da Faculdade de
Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
No campo do urbanismo tem um vasto currículo, destacando-se a sua colaboração no Plano Director de Lisboa, no Plano Geral de Urbanização e PDM do Porto (premiado pelo Conselho Europeu de Urbanistas e pela Comissão Europeia). Como arquitecto, a ele se devem projectos implementados em Abrantes: Edifício - Sede do Grémio da Lavoura; Blocos habitacionais na rua de Goa; Monumento a D. Nuno Alvares Pereira, localizado no Outeiro de S. Pedro; projecto de restauro de parte do Convento de S. Domingos para a instalação da actual Biblioteca Municipal António Botto.
Com uma intensa e permanente relação com Abrantes, doou ao Município a colecção documental do seu trabalho de arquitecto e urbanista.
tags:
publicado por Ninfas do Tejo às 22:05
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Pessoas importantes da ou para a cidade: João Lourenço Estrada

Nasceu em Abrantes, S. Miguel do Rio Torto, a 28 de Fevereiro de 1923. Fez a instrução primária em Abrantes, tendo continuado os estudos em Abrantes, Porto e Lisboa, onde concluiu o curso comercial, em 1936, na Escola Ferreira Borges.
Desde de novo desenvolveu interesse pelo coleccionismo de peças de arte e antiguidades, que sempre acompanhou do necessário estudo. Ao longo de mais de 50 anos, reuniu nestes domínios colecções cuja importância está para além do que se poderia suspeitar.
A Fundação Ernesto Estrada e Filhos e a Fundação para o Estudo e Preservação do Património Histórico e Arqueológico são criadas por sua iniciativa, em colaboração com os seus irmãos. Sempre apoiou diversos trabalhos de arqueologia no Concelho, através da Fundação para o Estudo e Preservação do Património Histórico e Arqueológico.
Enquanto presidente da Fundação Ernesto Estrada e Filhos assinou, em 23 de Março de 2007, um protocolo com a Câmara de Abrantes, com vista à criação do Museu Ibérico de Arqueologia e Arte que nascerá no Convento de S. Domingos, para o qual disponibilizará a sua colecção de arqueologia e arte: Arte antiga, Bronzes, Cerâmica, Bijouterie, Arqueologia hispânica I, II e III, Idolografia I e II, Colecção especial, Colecção variada, Escultura antiga, Ourivesaria antiga, Vidros, Zoomorfismos.
tags:
publicado por Ninfas do Tejo às 19:20
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

Balanço do 1º Período

              Bem, nós ,até agora, ainda não publicámos nenhum post sobre como é que estamos a desenvolver o trabalho, quais os temas que estamos a tratar, como os estamos a tratar e as quais as nossas fontes e estratégias para obter os dados necessários.

---->Esta é a nossa planificação:

Fase 1 (de Setembro 2007 a Janeiro 2008)
– Escolha do tema sobre o qual o trabalho vai incidir;
- Pesquisa sobre os diversos temas a tratar;
- Divisão de tarefas;
- Criação do blog;
- Personalização do blog;
- Realizar textos para colocar no blog do grupo;
- Realização de entrevistas a órgãos de cidade que sejam importantes para o trabalho;
- Realização de uma reportagem fotográfica da nossa cidade;
- Análise dos dados e da informação recolhida;
- Elaboração dos textos escritos;
 
Fase 2 (Fevereiro a Março 2008)
- Estratégia para a cidade;
- Escolha de um dos temas tratados a fase 1;
- Elaboração de medidas para tornar a cidade uma cidade mais atraente em termos turísticos e, também, para os habitantes dela.
           
Fase 3 (Abril a Junho 2008)
            - Propostas para o desenvolvimento da cidade;
            - Realização do poster;
            - Organização de uma exposição, na nossa escola, sobre a nossa cidade;
            - Elaboração do relatório final;
            - Organização do trabalho final;
            - Avaliação do trabalho realizado ao longo do ano.
 
----> Estes são os temas que estamos a tratar:
 
      - População e território ( crescimento da População nos últimos anos;População activa: desemprego, feminização, envelhecimento;evolução e perspectivas do desenvolvimento territorial);
      - Paisagens Urbanas ( cidade como ambiente, cidade como património, qualidade de vida e segurança);
      - Cidade como espaço devida e lugar de produção (habitar em Abrantes, comércio e lazer, cultura, os transportes);
      - Espaço rural (espaço utilizado, recursos humanos, produção animal e vegetal);
      - Actividades industriais e energia (indústria e desenvolvimento territorial, produção e consumo de energia, investimento estrangeiro na cidade);
      - Turismo e as novas dinâmicas territoriais (turismo e desenvolvimento regional e local, os espaços de turismo);
      - Planeamento e ordenamento do território ( Planeamento de âmbito municipal, ordenamento à escala regional);
      - Tecnologias e inovação (Instituto Politécnico de Abrantes, infra- estruturas ).
 

 

publicado por Ninfas do Tejo às 22:41
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

FREGUESIA da SEMANA: Alvega

Alvega é uma freguesia essencialmente rural, onde, além da agricultura e pecuária, se mantêm activos alguns ofícios tradicionais, como a latoaria, a marcenaria, a alfaiataria, os bordados ou o empalhamento.
Calcula-se que a ocupação humana da região remonte, pelo menos, aos Fenícios. Da ocupação romana avistam-se ruínas de uma fortaleza, alguns arruamentos, alicerces de casas, sepulturas, galerias subterrâneas, troços de calçada militar e restos de um possível aqueduto. A freguesia tem também uma nascente de água com propriedades medicinais no tratamento de anemias e clorose.
Esta é uma freguesia onde se mantêm vivas algumas das suas tradições. Se por aqui passar no dia 6 de Janeiro, poderá ouvir alguns grupos, batendo de porta em porta, a cantar as “Janeiras”. Se resolver aparecer por cá um pouco mais tarde, por altura do Carnaval, poderá assistir às chamadas “caqueiradas”, que consiste em atirar pratos e bilhas partidas para dentro das casas, quando as janelas estão abertas, mas não há problema é tudo a brincar, pois é Carnaval ninguém leva a mal. Ainda nesta quadra, nas duas quintas-feiras que antecedem o Carnaval, há o hábito de "chocalhar" os compadres e comadres. São levados chocalhos e outros objectos que produzam sons fortes junto das portas. Na Páscoa, as comadres oferecem aos compadres um bolo da sua autoria e, em troca, os compadres oferecem prendas e/ou amêndoas.
Tradicional é também a gastronomia: sável assado na telha, fataça ou tainha assada na telha, lampreia, semineta (prato confeccionado com fígado), borrego à lampreia, sopa de peixe, couves com feijão, bacalhau assado e açorda de sável, arroz doce, amassados, pão-de-ló.
Depois da barriguinha cheia, que tal dar um passeio pela vila? Comece por contemplar, à entrada da freguesia, as belas casas senhoriais. Visite a Igreja Matriz, a Capela de Casa Branca, o solar Brasonado e a Quinta dos Mendanhais. Junto à estação elevatória do sistema de rega, em Casa Branca (localidade de Alvega), é possível observar os Pegões da Ponte Romana. Apesar de se atribuir à ponte um nome referente à época romana, a data da sua construção, de acordo com alguns estudos efectuados, remonta à época de ocupação Filipina (1580-1640). Aqui, tem uma vista espectacular do Vale do Tejo até Alvega. Se estiver um belo dia de sol, não deixe de dar um passeio até à praia fluvial de Alvega, situada na margem esquerda do Rio Tejo.
Divirta-se!
               
Praia fluvial de Alvega
publicado por Ninfas do Tejo às 11:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

FREGUESIA da SEMANA: Alferrarede

A freguesia de Alferrarede tem a segunda maior densidade populacional do concelho de Abrantes, com cerca de 4.000 habitantes, numa área de 23.62 km .
Elevada a estatuto de freguesia apenas em 1959, já desde o século passado que perdeu as suas características predominantemente rurais para se transformar num importante pólo de desenvolvimento industrial da região. Para isso, contribui a chegada do caminho-de-ferro, com a inauguração da ponte ferroviária Rossio ao Sul do Tejo – Abrantes, a 15 de Maio de 1870, e a conclusão da linha da Beira Baixa, em 1891. como consequência, deu-se a atracção de indústrias transformadoras de matérias-primas, muitas produzidas na região: o azeite, os enchidos, as saboarias, os adubos, madeiras, louça e, mais recentemente, os licores e refrigerantes, componentes para automóveis e refinaria.
Ao passear pelas ruas de Alferrarede é possível observar algumas casas senhoriais, destacando-se o Palácio da Marquesa do Faial e o seu Castelo que, embora classificado como património nacional, é um lugar privado. À entrada da freguesia recomenda-se uma paragem pela Fonte de S. José. Mais à frente ainda a Fonte Quente, em que a água, segundo o povo, é fresca de Verão e quente no Inverno. Porque não vai até lá confirmar? Aproveita e aprecia o artesanato da região, nomeadamente o fabrico de colchas de linho, quadros de tecido, bonecos de trapos, mantas e tapetes de retalhos, empalhamentos em palha e junco. Por fim delicie-se com as especialidades da região: cabrito assado no forno, achigã grelhado com migas de couve e pão de milho e, para sobremesa, tigeladas e broas de mel.
Divirta-se!
 

Vista parcial da freguesia de Alferrarede 

publicado por Ninfas do Tejo às 22:18
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O que temos feito nas últ...

. Abrantes Fórum - Centro C...

. Construção da Barragem de...

. Avaliação de Área de Proj...

. Pessoas importantes da ou...

. Pessoas importantes da ou...

. Pessoas importantes da ou...

. Balanço do 1º Período

. FREGUESIA da SEMANA: Alve...

. FREGUESIA da SEMANA: Alfe...

.arquivos

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds